PREFEITURA DE IGREJA NOVA REALIZA AÇÕES SOBRE O “OUTUBRO ROSA”

Foto: Atiliano

Com o apoio de Verônica Dantas Lima e Silva – prefeita, Manoel Roque Gregório dos Santos – vice-prefeito, Mônica Dantas – secretária de saúde e equipe, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Laurindo Vasconcelos, que faz parte da Estratégia Saúde da Família – ESF nº II, no Povoado Perucaba, capitaneada pela enfermeira Terezinha Cordeiro, médico Bernardo La Rosa e toda equipe, desenvolveram na manhã desta terça-feira (17), ação alusiva ao “OUTUBRO ROSA”, campanha de conscientização realizada pelo município no mês de outubro dirigida à sociedade e às mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

 

 

Foto: Atiliano

A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

No evento que teve como público alvo mulheres de 50 a 69 anos, foram desenvolvidas atividades como palestras sobre os temas: câncer de mama e câncer de colo de útero, com enfermeiras, médico, psicóloga e agentes comunitários de saúde; solicitação de mamografias pelo médico Bernardo La Rosa.

 

 

 

As atividades foram realizadas com sucesso, pois foram solicitadas mamografias para 64 mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos e outras mulheres acima de 40 anos.

No final das palestras foi oferecido um coffee break, regrado a café e com direito a parabéns em comemoração ao aniversário da campanha.

Foto: Atiliano

A enfermeira Terezinha Cordeiro emocionou-se ao falar da liminar que proibia os enfermeiros de prescrever alguns medicamentos e colher alguns materiais para exames, como testes rápidos, exame citopatológico e Papanicolau. Porém a liminar já foi derrubada e as pacientes podem respirar mais aliviadas, pois os enfermeiros voltaram a ter autorização para fazer todos os procedimentos  elencados na Portaria do Ministério da Saúde. Durante sua fala a enfermeira deixou uma pergunta no ar: “Proibindo os enfermeiros de realizar esses procedimentos […]. O Brasil não possui médicos suficientes para fazer esses exames. A prova é que teve que ir buscar médicos em outros Países. Será que esses médicos vão dá conta de examinar todas essas mulheres? Estou de coração partido”. Disse Terezinha.

SECOM

Clique em cada uma das fotos abaixo para visualizá-las em seu tamanho normal:

Foto: Atiliano

Foto: Atiliano

Foto: Atiliano

Foto: Atiliano

Foto: Atiliano

Foto: Atiliano

Foto: Terezinha

Foto: Atiliano

Foto: Terezinha

Foto: Terezinha

Foto: Terezinha

Foto: Atiliano

Foto: Atiliano

Foto: Terezinha

Foto: Terezinha

 

 

 

 

 

Categorias: Comunicação

Sobre o Autor

Comentários

  1. Atiliano João de Deus
    Atiliano João de Deus 21 outubro, 2017, 10:22

    Teste em 21/10/2017

    Responder a este comentário

Poste um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*